Filosofando com os Super-Heróis – Pra você que sofre…

Pra você que sofre por ter uma mãe, um pai, marido, esposa, ou seja lá quem for que não deixa você comprar quadrinhos, actions e todo o resto desse universo… esse livro é pra você!

Ou pra você educador que quer levar seus alunos por um caminho bom, que eles gostem de super-heróis e não de crepúsculo outras coisas mais que o mundo apresenta… esse livro também é pra você!

Já vou explicar o motivo…

Esse livro é nacional, lançado em 2011, do autor Gelson Weschenfelder, ele é Graduado em Filosofia, Mestrando em Educação e colunistas de revistas e jornais.

Gelson é um defensor da causa, quadrinhos são bons para uma vida feliz e ponto.

Dica: Compre esse livro e dê para a pessoa que atrapalha as suas compras ou compre esse livro pra você mesmo e pratique os argumentos do Gelson.

O autor quer mostrar nesse livro que os Quadrinhos não são apenas para divertimento e sim que eles tem uma mensagem em cada personagem, alguns que ele analisa no livro como Homem-AranhaMulher MaravilhaSupermanBatman e X-Men, ele nos mostra personagens que enfrentam muitas questões que muitas pessoas podem se identificar, como preconceitoéticamoralcrimecastigoemoçõesdestinojustiça e etc…

Os heróis estimulam no leitor/espectador virtudes, como a coragem de enfrentar desafios, de vencer os medos, de proteger os mais fracos, de defender ideais e de combater o inaceitável.

Segundo o pensamento aristotélico, o confronto entre o bem e o mal, não induziria o leitor à violência, mas sim ensinaria que é possível resolver conflitos com dignidade moral!!!!

Batman:

Decidido a combater as injustiças, portanto, o órfão Bruce Wayne viaja pelo mundo, buscando recursos para combater a injustiça e atemorizando aqueles que semeiam o medo.

X- Men:

Para os X-Men , o segredo para a convivência pacífica entre os mutantes e os seres humanos é o exercício da tolerância. Ideia que os X-Men defendem e pela qual lutam.

Super-Homem:

E aí está a chave de suas atitudes  heróicas. O desejo básico de pertencer, de fazer parte, é um dos aspectos fundamentais da natureza humana. A necessidade de se ligar aos outros, de conviver, parece ser vital para o bem-estar humano. Mesmo sendo um extraterrestre, Kal-El (super-homem) sente a necessidade básica de convívio e comunicação.

O Super-Homem, que jurou lutar pela liberdade e pela justiça para proteger o mundo que o aceitou e o adotou, quer ser o exemplo de inspiração para estas mudanças: “Não cabe a mim ditar a política para a humanidade. Mas, se eu combater a fome em escala global, talvez eu inspire outros a fazer o mesmo.”

Homem-Aranha:

Peter Parker tem em sua família o exemplo de uma educação para a virtude e, adquirindo seus superpoderes como Homem-Aranha, colocou em prática (principalmente após a morte trágica de seu tio Ben), tudo que já aprendera. Talvez seja precisamente isso que tornou este Super-Herói tão popular, pois ele passou pelas necessidades e privações que muitos jovens enfrentam em seu dia a dia, desde problemas financeiros, às questões morais. Ele aprendeu muito cedo que, “seja qual for o conflito que tivermos dentro de nós, sempre temos uma escolha, pois são as nossas escolhas que fazem de nós o que somos e sempre podemos escolher aquilo que é certo”.

Mulher-Maravilha:

É no início da década de 1940 que a primeira personagem super-heroína das HQ’s nasce, a Mulher-Maravilha, criada pelo psicólogo, ativista dos direitos humanos e do movimento feminista naquele período, William Moulton Marston (1893 – 1947).
A Mulher-Maravilha é criada como contrapartida ao Super-Homem. É uma versão feminina desse super-herói. Décadas mais tarde, foi adotada até mesmo pelos movimentos feministas.

Então é isso, para os educadores é uma boa forma para saber como colocar os super-heróis dentro da sala de aula.

E para os oprimidos é uma ótima opção de presente!

E pra você que não é oprimido, você tem muita sorte, nem educador, você também pode ler esse livro!

Os super-heróis, em termos de ações virtuosas e em defesa do bem e da justiça social, são bons modelos a seguir e a praticar, assim como o filósofo grego Aristóteles pretendia que os seres humanos fizessem.

: Mediação
Autor: Gelson Weschenfelder
Número de páginas: 48
Tamanho: 28 x 21
ISBN: 9788577060566
Onde Comprar: Nerd Head (R$ 24,00)

Sinopse:

Apesar do imaginário popular, as histórias em quadrinhos não servem apenas ao divertimento do leitor. Neste livro, o escritor convida crianças, jovens e adultos a filosofar com os super-heróis e super-heróinas, refletindo sobre questões referentes à ética, à moral, ao gênero, aos direitos humanos, à formação da cidadania, entre outros temas abordados de forma convidativa e original por parte do autor.

By |2019-05-07T20:18:44+00:00junho 12th, 2019|Livros Nerd|0 Comments

6 curiosidades sobre o superman

1. Superman foi criado na década de 30 por Jerry Siegel e Joe Schuster, ele era um vilão careca, com desejos de dominar o mundo e com o poder de controlar a mente das pessoas. Mas a história não foi popular e o personagem foi repensado mais tarde como um super-herói.

curiosidades sobre o superman

2. Os poderes originais do Superman incluiam supervelocidade, superforça e superpulo. A partir dos anos 40 ele adquiriu mais força e capacidade de voar.

3. Em 12 de fevereiro de 1940 a história do Superman chegou ao rádio, aí surgiram a kriptonita, o planeta diário, os personagens Jimmy, Perry e o inspetor Henderson. Em 1940 também foi criado o inimigo do Superman, Lex Luthor, com cabelo ruivo antes de ficar careca.

4. Existem vários tipos diferentes de kriptonitas, ela é formada de fragmentos radioativos de Krypton, o planeta natal do Superman. Algumas delas são:

Kriptonit VERDE – o Superman perde seus poderes, causa dor e pode levá-lo a morte.
Kryptonita VERMELHA – Causa efeito no comportamento do Superman, ele tem alucinações e acaba virando um vilão.
Kryptonita AZUL – Letal para Bizarro, mas cura efeitos de outras kryptonitas em Superman (menos da dourada).
Kryptonita DOURADA – tira permanente os poderes do Superman.

5. O único vilão que conseguiu derrotar Superman foi o Apocalypse, em 1992, momento em que as vendas das hqs do Superman estavam em queda, a história foi criada para atrair o público novamente.

6. Henry Cavil é o nono ator a interpretar o Superman.

By |2019-04-26T02:27:10+00:00maio 31st, 2019|Livros Nerd|0 Comments

Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas? – Philip K. Dick

O Livro

Androides Sonham Com

Recentemente eu li o 2001, do qual eu fiz a resenha, e a experiência de ler o livro e ver o filme não poderia ser melhor. É muito bom ler livros que deram origem a filmes consagrados. E agora chegou as minhas mãos o clássico Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas? que é o livro que deu origem ao mais que consagrado Blade Runner, e novamente uma ótima experiencia se repete.

O livro vai nos levar a Terra em uma época futura, devastada pela guerra, coberta por uma poeira radiotava que matou praticamente todos os animais e grande parte da humanidade. A grande esperança reside em deixar o planeta e viver em uma das colônias espaciais. Para incentivar a migração para as colônias, o governo da um androide para cada imigrante, afim de facilitar a sua vida fora da Terra.

Com um cenário de fundo muito bom, a história conta a crise moral de Rick Deckard um caçador de recompensas que caça androides que fugiram das colônias. Mas a história conta muito mais que isso, ela tenta mostrar os limites que nos diferencia como humanos, o quanto aquilo que acreditamos pode estar incorreto, e o valor que damos as coisas.

O livro foi uma leitura rápida, fácil e muito agradável. Ver o filme após a conclusão do livro é muito esclarecedor e faz você ver as duas obras de um modo diferente. Com certeza é leitura obrigatória para qualquer fã de ficção cientifica.

O livro foi lançado pela editora Aleph, tem 272 páginas e você encontra ele na Saraiva por R$ 31,90.

Sinopse

O LIVRO QUE ORIGINOU O FILME BLADE RUNNER.

Rick Deckard é um caçador de recompensas. Ao contrário da maioria da população que sobreviveu à guerra atômica, não emigrou para as colônias interplanetárias após a devastação da Terra, permanecendo numa San Francisco decadente, coberta pela poeira radioativa que dizimou inúmeras espécies de animais e plantas.

Na tentativa de trazer algum alento e sentido à sua existência, Deckard busca melhorar seu padrão de vida até que finalmente consiga substituir sua ovelha de estimação elétrica por um animal verdadeiro; um sonho de consumo que vai além de sua condição financeira.
Um novo trabalho parece ser o ponto de virada para Rick: perseguir seis androides fugitivos e aposentá-los. Mas suas convicções podem mudar quando percebe que a linha que separa o real do fabricado não é mais tão nítida como ele acreditava.

Em Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?, Philip K. Dick cria uma atmosfera sombria e perturbadora para contar uma história impressionante, e, claro, abordar questões filosóficas profundas sobre a natureza da vida, da religião, da tecnologia e da própria condição humana.

O Filme Blade Runner, o Caçador de Andróide

Blade Runner, o Caçador de Andróides é um filme de ficção científica de 1982 dirigido por Ridley Scott e estrelado por Harrison Ford. O roteiro, escrito por Hampton Fancher e David Peoples, é baseado no romance Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas?.

 Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas?   Philip K. Dick
By |2019-03-31T20:24:24+00:00abril 3rd, 2019|Livros Nerd|0 Comments