5 personagens que foram o Batman no lugar de Bruce Wayne

Ano passado, quando a DC lançou a linha DC YOU, tivemos Jim Gordon assumindo a capa do vigilante sombrio mais famoso do mundo. Os fãs reclamaram, a ideia não foi pra frente (infelizmente, pois a história estava excelente) e Batman voltou a ser Bruce Wayne. Mas essa não foi a primeira vez que isso aconteceu.

Então, quem mais vestiu o manto negro quando Bruce não estava disponível? Surpreendentemente, muitas pessoas. Separamos para você 5 vezes que o Batman não foi Bruce Wayne, garantindo uma folga para o bilionário.

OBS: Estamos levando em conta apenas o universo principal da DC, então desconsiderem as realidades alternativas.

5 – Hugo Strange

Substitutos do Batman – Hugo Strange

Acredite, um vilão substituiu Bruce. E em mais de uma ocasião.

Algumas vezes ao longo do tempo, Hugo Strange usou de sua obsessão pelo Batman como catalisador para tentar ser o homem morcego – inclusive aparecendo em público dessa forma. Para isso o vilão tirava o herói de cena, mas por mais sucesso que tivesse, sempre durava pouco tempo, já que o bilionário conseguia escapar e recuperar o disfarce perdido.

4 – Damien Wayne

Substitutos do Batman – Damien Wayne

Em um possível futuro retratado em Batman #666, Damian Wayne cresceu e assumiu o papel do Homem Morcego no lugar de seu pai. Isso ocorre depois que Bruce é assassinado na sua frente, na epoca em que Damien era apenas Robin. A dor da perda misturada ao ódio levaram o jovem a assumir o manto do pai, e Damien passa a perseguir os criminosos e leva-los à justiça.

3 – Tim Drake

Substitutos do Batman – Tim Drake

Quando Bruce Wayne foi dado como morto, o jovem Tim Drake resolveu assumir o lugar do herói. Apesar de imaturo e inexperiente, as habilidades físicas de Tim aliado a sua excelente capacidade de raciocínio logico o levaram a ser um Batman eficiente – pelo menos mais do que poderíamos supor. Atualmente Tim é o Batman na Neo Gotham da HQ Batman Beyond.

2 – Terry McGinnis

Substitutos do Batman – Terry Mcginnis
Na futuristica cidade Neo-Gotham, um jovem chamado Terry McGinnis foi orientado por um velho Bruce Wayne para assumir o manto do Batman. Esta encarnação foi baseada na popular série de TV Batman Beyond, e a DC somente incluiu Terry McGinnis em seu cânone oficial anos depois. Sua Batsuit era única, capaz de proezas tecnológicas muito mais avançadas do que qualquer coisa possível hoje.

1 – Dick Grayson

Substitutos do Batman – Dick Grayson

O Robin original cresceu e se tornou o super-herói acrobático Asa Noturna, e o protegido do homem morcego usou a roupa do Batman diversas vezes ao longo dos anos. Sua primeira (e bastante breve) substituição aconteceu quando Jean Paul Valley – um outro homem que foi o Batman – decide largar o manto por considerar o disfarce perigoso demais. Muitos anos depois, Grayson se tornou Batman por um longo período, sendo o personagem que por mais tempo usou o uniforme.

By |2020-11-23T16:29:35+00:00maio 29th, 2021|Livros Nerd|0 Comments

Quantas vezes que o Superman morreu

Veja agora as 10 vezes que o Superman morreu

Quantas vezes já não ouvimos as pessoas taxarem Superman como um super-herói chato, poderoso demais, impossível de vencer? Como contar uma história interessante sobre esse personagem tão mitológico? Pois existem muitos argumentos para contrapor essas questões. Para começar o protagonista de uma história possui uma “armadura”, uma aura protetora que o impede de morrer para que a história não perca seu sentido. Pensando dessa forma, Batman – que é apenas um ser humano – é tão invencível quanto Superman. A DC nunca mata seus heróis – pelo menos não permanentemente.

Superman morreu

Mas o homem de aço pode ser totalmente morto. Na verdade ele já morreu, inúmeras vezes. Enquanto muita gente acredita que o personagem seja imbatível – o alienígena é praticamente um Deus – o cara tem suas fraquezas. Kriptonita e magia estão entre as coisas que afetam o herói, além de vilões superpoderosos.

Superman foi morto de diferentes maneiras, e o Invasão separou dez vezes que isso aconteceu para ninguém mais falar que o super-herói mais poderoso é impossível de se vencer.

10 – Espancado até a morte por Apocalypse

As Mortes do Superman – Doomsday

Começando pelo óbvio: a DC planejou um mega evento para divulgar o arco de história que faria o homem de aço morrer. Com a popularidade do herói em baixa não havia muito a perder, e a editora arriscou bastante ao trazer a morte do personagem mais importante do mundo dos quadrinhos.

Os relatos da morte de Kal El acabaram por ser exagerados, já que o personagem volta a vida poucos meses depois com um novo corte de cabelo e um novo set de superpoderes. A história em si foi decepcionante, apesar de todo o alarde, já que não respeitou as características mais interessantes do herói ao trazer apenas porrada e pancadaria.

Em resumo: o vilão geneticamente modificado Apocalypse foi criado pelos autores especificamente para matar o Superman, sendo igualmente forte e invulnerável como o homem de aço. Os dois morrem na luta, e muitos se esquecem que o herói venceu logo antes de desmaiar pelos inúmeros ferimentos e ser dado como morto.

9 – Assassinado pelo Murder Man

As Mortes do Superman – Murder Man

Uma das mortes mais antigas do personagem é também uma das mais icônicas. O antagonista Zunial – conhecido como Murder man e responsável pela morte do homem de aço – fez apenas uma aparição na história de 1966 “A escola para assassinos do Superman” (isso mesmo que você leu).

Os maiores vilões do universo frequentavam essa escola para treinar formas de assassinar o herói, sempre utilizando um robô que emulava os poderes do kriptoniano. Zunial fazia parte dessa escola e consegue matar Super utilizando ondas de rádio de kriptonita. Ele morre, mas por um curto período, já que o robô da escola cede corajosamente sua força de vida para garantir a sobrevivência do homem de aço.

Eu não li essa história, mas todo o plot mirabolante (e bastante bizarro!) com certeza me deixou curioso!

8 – Cometeu suicídio com um bastão mágico
As Mortes do Superman – Bastão Mágico

Esqueça kriptonita! Uma das grandes fraquezas de Superman é a magia, e é dessa forma que o vilão Dr. Light mata o personagem ao hipnotiza-lo para cometer suicídio.

Óbvio que se pararmos para pensar o corpo impenetrável do homem de aço impediria que qualquer objeto atravessasse e causasse sua morte. Pensando nisso o nefasto vilão hipnotiza o personagem e especifica que ele deve encontrar um bastão mágico capaz de afetar seu corpo. Ainda bem que o santo Batman (sempre ele) aparece em seguida e usa o bastão para reverter o feitiço, garantindo a sobrevivência do personagem.

7 – Se matou com uma kriptonita dourada

As Mortes do Superman – Kriptonita Dourada

A história “O que aconteceu ao homem de aço”, escrita pelo gênio Alan Moore, foi concebida para ser um reboot do personagem. Depois de matar Mxyzptlk, o duende vilão da Quinta Dimensão, Superman reconhece que violou a regra mais “sagrada” que havia jurado nunca quebrar: matar um outro indivíduo.

Com o peso na consciência, o herói retorna para a Fortaleza da Solidão e entra em um cômodo que encerra a kriptonita dourada (o tipo mais letal), morrendo instantaneamente.

6 – Sobrecarregado por luz solar

As Mortes do Superman – Luz Solar

Em “Grandes Astros”, Grant Morrison cria um arco de história que celebra toda a mitologia do Superman, trazendo praticamente todos os personagens e vilões que ajudaram a construir o maior herói de todos os tempos.

Entretanto, a celebração tem um pano de fundo trágico, pois Superman sofre uma sobrecarga de luz solar que danifica suas células, e passa o arco inteiro se preparando para sua iminente morte.

5 – Envenenado pelo vírus X
As Mortes do Superman – Virus X

Nessa história, o ventriloquista criminoso Ventor decidi se vingar de Superman, já que o herói havia prendido o vilão em um arco anterior. Para isso, Ventor hipnotiza Clark Kent afim de induzi-lo a matar o Superman (ele acreditava que os dois eram melhores amigos).

Sem saber que se trata da mesma pessoa, o vilão acaba testemunhando o suicídio do personagem, que se envenena com um vírus kriptoniano denominado apenas de “X”. No fim Super sobrevive durante a cremação de seu corpo, já que a luz solar elimina completamente o vírus.

4 – Apunhalado no peito pelo He-Man
As Mortes do Superman – Golpe do He-Man

Em algum momento um grupo de editores achou que seria legal reunir os universos da DC e do He-man e acabaram criando o arco “DC Universe x He-man and The Master of Universe” – o que as empresas não fazem para vender mais brinquedos…

De qualquer forma, na história Esqueleto enfeitiça Superman (a magia ferrando o herói de novo!) que vira uma marionete nas mãos do vilão, atacando tanto a Liga da Justiça quanto He-man e seus amigos. Não muito preocupado com toda a mitologia e importância do super herói mais poderoso do planeta, He-Man decide jogar todo o bom senso pelo ralo e desfere um golpe mortal no peito de Superman, matando-o instantaneamente.

3 – Envelhecido em um milhão de anos
As Mortes do Superman – Velhice

Vimos que Superman foi envenenado, enfeitiçado, apunhalado, atirado no Sol – mas o herói sempre consegue voltar. O que mais faltava fazer? Pensando nisso, em 1970 os autores decidiram que era hora dele morrer por velhice! O vilão Senhor do Tempo, que como o nome deixa óbvio é um personagem que controla o tempo, foi o responsável por esse feito.

Na história, Superman vai resgatar um grupo de astronautas que ficou preso em uma bolha de tempo – criação do vilão controlador do tempo. No processo, o herói acidentalmente cai numa bolha que o leva a envelhecer um milhão de anos! Como o personagem é invencível mas não imortal, ele acaba morrendo de causas naturais.

2 – Lex Luthor criou a cura para o câncer (que era uma kriptonita)
As Mortes do Superman – Cancer

Essa é bem simples: Lex Luthor é solto da cadeia depois de descobrir a cura do câncer e melhorar a vida para toda a humanidade. O único problema é que o vilão desenvolveu o remédio com base na kriptonita, e decide atirar um raio feito com base nesse elemento no peito do Superman. O herói morre agonizando, na frente de todos os seus colegas do planeta diário. Simplesmente cruel!

1 – Morre todos os dias ao longo do tempo

As Mortes do Superman – Gog

E por fim, uma história em que Superman morre várias vezes e de várias formas! Continuação de o Reino do Amanhã, The Kingdom mostra o super poderoso vilão Gog matando o herói. E não apenas isso, ele garante a morte do personagem durante todos os dias de sua vida.

Viajando pelo tempo, Gog mata Superman em cada dia de sua existência, apenas pela crueldade de garantir que toda a vida do homem de aço tenha sido um sofrimento. E as mortes são dos mais diversos tipos: desde uma faca de kriptonita até uma bomba que transforma o herói em kriptonita viva (não entendi também o sentido).

E no final, Superman sobrevive? Não! O herói não é salvo e muito menos ressuscitado. Na verdade ele acaba indo parar em um purgatório cheio outros superman que morreram em linhas do tempo distintas. No minimo assustador!

Curtiram? Se lembrarem de mais alguma morte, deixe nos comentários abaixo!

By |2020-11-23T14:50:13+00:00março 23rd, 2021|Livros Nerd, Resenha|0 Comments

Melhores Bromances de Super Heróis Top 10:

Talvez você ainda não esteja familiarizado com o termo “Bromance”, mas é um conceito que permeia bastante o mundo dos quadrinhos, tratando dos laços de amizade entre dois personagens do sexo masculino. É um amor fraternal, que as vezes flerta com a homossexualidade, mas fica apenas nisso, no flerte.

Bromances de Super Heróis

De humanos superpoderosos a alienígenas assassinos, todo mundo precisa de um amigo. E foi seguindo essa premissa que o Invasão trouxe os 10 melhores bromances de super heróis.

10 – Justiceiro e Demolidor

Talvez bromance seja uma palavra muito forte para essa dupla, mas o Demolidor é a pessoa mais próxima de um amigo que o Justiceiro possui. Considerando que os dois somente se encontram durante momentos de pancadaria e sempre discutem muito a respeito dos valores de cada um – Frank acredita em uma limpeza fascista dos criminosos, enquanto Matt defende a pratica das leis que cada indivíduo tem direito – é um bromance meio sadomasoquista.

9 – Cable e Deadpool

Talvez o bromance mais bizarro, o relacionamento dos personagens mostra que todo cara engraçadão precisa da contra-parte séria (e vice-versa). Quando o revival das HQs solo dos personagens não teve o desempenho de vendas esperado, a Marvel tomou a estranha decisão de unir Cable e Deadpool. E contra todas as previsões, a ideia funcionou bem!

A personalidade forte de Cable – um homem regrado pela dureza da vida militar – foi a contra-parte perfeita para o humor irreverente e escrachado do Mercenário boca suja. Juntos, os personagens alcançavam o equilíbrio e tiveram suas melhores histórias.

Uma pena que a parceria não durou tanto quanto gostaríamos, e hoje os personagens seguem em histórias individuais.

8 – Robin e Superboy

Tim Drake é considerado o segundo Robin mais querido pelos fãs (ele pode até ser o primeiro se pensarmos que muitos hoje enxergam Dick apenas como Asa Noturna) e Superboy – um jovem com atitude punk – aparece em “A morte do Superman”, e foi criado especificamente para preencher o espaço deixado pelo homem de aço.

Os dois jovens heróis formaram a parceria na série “Justiça Jovem”, e os produtores desenvolveram uma bela amizade que durou dentro e fora do desenho, nos quadrinhos dos Jovens Titãs. Um dos grandes motivos por que esse bromance deu tão certo está no fato de quanto ambos personagens são diferentes de seus mentores, possibilitando uma amizade pura e sensível que foi completamente adorada pelos fãs.

7 – Luke Cage e Punho de Ferro

O lutador de rua Luke Cage e o mítico mestre de artes marciais Danny Rand tinham apenas uma coisa em comum: baixa venda de quadrinhos. Dessa forma a Marvel juntou os personagens para dar novo fôlego e o resultado foi sensacional.

Luke e Punho de Ferro se conheceram como inimigos, já que Luke havia sido chantageado a sequestrar a namorada de Danny. Mas os heróis superaram esse imbróglio e rapidamente se tornaram amigos, chutando o rabo dos bandidos e dos baixos lucros.

Quem poderia imaginar que os estilos de Kung Fu e luta de rua poderiam se dar tão bem juntos?

6 – Wolverine e Noturno

Bromances – Wolverine e Noturno

Se você está familiarizado com a super equipe de mutantes apenas no cinema (esperamos desesperadamente que não!), então vai se surpreender com a amizade entre Noturno e Wolverine.

Um assassino e um homem de fé – um combo interessante – e apesar das diferenças gritantes, Wolverine e Noturno se tornaram bons amigos, já que compartilham dos laços mutantes e, principalmente, muita conversa inteligente, sempre acompanhados de um copo de cerveja.

5 – Groot e Rocket Racoon

Bromances – Groot e Rocket Racoon

Não é necessária muita massa cinzenta para entender que toda vez que Groot diz sua célebre frase “Eu sou Groot” ele está dizendo “Você é o meu melhor amigo” para Rocket em todas as vezes que a dupla dinâmica entra em alguma briga.

Uma surpresa muito agradável do Marvel Studios – que captou bem a essência dos personagens na tela grande – os dois heróis já eram amigos desde o tempo em que não eram muito conhecidos e existiam apenas nos quadrinhos. Rocket é um dos poucos seres que consegue compreender Groot, que é leal ao amigo, inclusive na hora de sacrificar sua própria vida em prol da sobrevivência do guaxinim. (Curiosidade: essa cena veio diretamente dos quadrinhos, apesar de muitos acreditarem que foi uma ideia do filme).

4 – Steve Rogers e Bucky Barnes

Bromances – Capitão América e Bucky Barnes

Esse ano vamos ver Steve Rogers sacrificar tudo em prol de seus valores para iniciar uma guerra contra o homem de ferro – guerra essa que tem seu catalisador em Bucky Barnes, amigo de longa data do Capitão.

Steve Rogers e Bucky Barnes são amigos de infância, que cresceram juntos. E juntos também foram para o exército, aonde lutaram contra os nazistas e os agentes da Hydra, e terminaram separados por acontecimentos que já sabemos muito bem (se ainda não sabe é só ver nos filmes ou procurar nos quadrinhos – vai atrás que é legal!).

Quando os heróis se reencontram, depois de alguns pequenos pormenores – Bucky sofre lavagem cerebral e tenta assassinar Steve – a amizade é restaurada e os personagens, tanto nos quadrinhos quanto nos filmes, se tornam inseparáveis.

3 – Flash e Lanterna Verde

Bromances – Flash e Lanterna Verde

Quando Kyle e Wally se reuniram, Grant Morrison os descreveu como sendo Beavis e Butt-Head. Seja provocando um ao outro com insultos no meio da batalha ou fazendo piadinhas sobre os uniformes, Kyle e Wally têm um bromance extremamente divertido, motivo da torcida dos fãs por um filme em conjunto da dupla.

2 – Batman e Superman

Bromances – Batman e Superman

Se nos cinemas eles vão partir para a porrada, nos quadrinhos a história é um pouco diferente. Não que esses personagens mitológicos nunca tenham brigado – principalmente graças a Frank Miller – mas no início dos quadrinhos, na Era de Ouro, os personagens eram melhores amigos.

Hoje os heróis ainda são amigos, apesar das diferenças “criativas” – para não dizer opiniões opostas em praticamente tudo – e ambos compartilham de um grande respeito e confiança. Na verdade, provavelmente não existe qualquer outra pessoa no universo que um dos dois confiaria mais para defender a retaguarda do que eles mesmos.

1 – Magneto e Professor Xavier

Bromances – Magneto e Xavier

Quando eles foram criados na década de 60, não havia qualquer indício de amizade entre o Professor Xavier e Magneto, e ambos eram conhecidos apenas como líderes de grupos mutantes com ideais opostos.

Com o avançar dos anos, criou-se uma história de passado envolvendo os dois personagens, que se tornaram grandes amigos depois de se conhecerem em Israel em uma clínica para sobreviventes do Holocausto. A dupla admirava-se intelectualmente e discutia longamente a respeito de como a humanidade lidaria com seres superpoderosos. Com o tempo, eles revelaram seus poderes mas infelizmente também descobriram que suas crenças eram exatamente opostas, encerrando ali a bela amizade.

Apesar de tudo Charles e Erik nutrem um grande respeito mútuo, e ambos sentem falta de um na vida do outro – a versão dos personagens do cinema (os filmes com a geração nova) consegue passar perfeitamente essa relação, que é com certeza o bromance mais importante e poderoso de toda a geração de super heróis.

By |2020-11-23T14:45:10+00:00fevereiro 24th, 2021|Livros Nerd, Resenha|0 Comments

Mais Reedições De Clássicos Do Batman!

Quando a reedição de Cavaleiro das Trevas chegou às livrarias ecomic shops no mês passado, quase automaticamente o blogcomeçou a receber as mais diversas sugestões de outros materiais que mereciam o mesmo tratamento. Pois bem, amigos leitores, ainda esta semana vêm aí novas tiragens de mais dois clássicos do Homem-Morcego: Coringa e A Piada Mortal!

Ambas as edições têm a mesma estrutura e conteúdo de sua última publicação pela Panini (veja detalhes mais abaixo), diferente um pouco de Cavaleiro, que ganhou uma nova capa.

Coringa (formato 18,5 x 17,5 cm, capa dura, lombada quadrada, papel couché, 132 páginas, R$ 24,00), de Brian Azzarello e Lee Bermejo, trata-se de uma história asfixiante e violenta, mostrando a interpretação de um dos maiores roteiristas da atualidade da mente insana do maior inimigo do Batman. E isso ilustrado magnificamente pela arte suja e dinâmica de Bermejo.

A Piada Mortal (formato 18,5 x 17,5 cm, capa dura, lombada quadrada, papel couché, 100 páginas, R$ 19,90) praticamente dispensa maiores apresentações. Nesse clássico conto, Alan Moore e Brian Bolland redefiniram a origem e a relação do Palhaço do Crime com seu maior adversário nos quadrinhos e, pra arrematar, ainda aleijaram a Batgirl daquela época, Bárbara Gordon. Clássico inegável.

As duas edições começam a chegar às comic shops, livrarias e às melhores bancas já na sexta-feira desta semana. E, pra melhorar, não iremos parar por aí! Mais novidades em breve…

By |2019-05-07T20:59:28+00:00agosto 2nd, 2019|Livros Nerd|0 Comments

Marvel vai publicar HQ de John Carter: World of Mars

“John Carter.” Para os não iniciados, é o nome de um filme Sci-Fi/Fantasy que vai ser lançado em março de 2012. Para outros, uma série da Marvel Comic escrita por Marv Wolfman e ilustrado pelo grande Gil Kane que foi publicada entre 1977-1979. Para os fãs das obras publicadas por Edgar Rice Burroughs, criador de Tarzan, um personagem que tem resistido ao teste do tempo desde sua estréia em 1912.

A partir de outubro (EUA), JOHN CARTER: World of Mars, começa em uma série de quatro revistas escritas por Peter David com arte de Luke Ross, com uma historia que começa anterior ao filme para dar algumas explicações e embasamentos aos fãs.

“John Carter” conta a história de um veterano da Guerra Civil Americana que misteriosamente é transportado para uma versão fictícia de Marte, chamada “Barsoom” por seus nativos. Lá ele encontra Dejah Thoris, Princesa de Hélio, e uma mulher que desesperadamente precisa de um salvador.

By |2019-05-07T20:58:20+00:00julho 26th, 2019|Livros Nerd|0 Comments

Quadrinhos: Bíblia em Ação

Desde que eu vi a Bíblia em Ação nas livrarias fiquei com enorme curiosidade de ler o material, a primeira impressão ainda na livraria é que era muito bonita, completa e bem ilustrada. Bom, quando recebi a Bíblia em Ação em casa todas as impressões que eu tive se tornaram verdade, o livro é muito bonito, com uma qualidade de impressão muito boa e com folhas de boa qualidade. A capa dura oferece ainda mais beleza para quando ela for ficar na estante, ou ao lado da cama no criado mudo.

Quadrinhos: Bíblia em Ação

Mas tudo isso é só enfeite e de nada adiantaria sem uma boa história e bons desenhos, e é nessa hora que entra Sergio Cariello, um brasileiro que ao longo de sua carreira já desenhou para a Marvel, para a DC Comics e outras. O cara é desenhista pra caramba, e fez um trabalho incrível nesse livro, em todas as suas mais de 750 páginas, foi muita coisa para desenhar, para você ler a Bíblia de uma maneira divertida.

As histórias foram muito bem escolhidas, mostram as 200 principais histórias da Bíblia em quadrinhos, indo de Gênesis ao Apocalipse, temos a história de Noé (que por sinal tem filme nos cinemas agora),  os principais profetas, e depois contando a história de Jesus e dos apóstolos. A narrativa é intensa, mas ao mesmo tempo muito fiel ao original, mostra uma visão simples e fácil de entender, mostrando a mensagem por traz de cada história.

Em resumo é um excelente livro para ler, e apreciar cada história bíblica na beleza das ilustrações do Sergio, recomendo para dar para crianças e adolescentes que estão conhecendo as histórias da Bíblia e para o público que adora quadrinhos em geral.

Bíblia em Ação foi lançada pela Geográfica Editora. Você pode encontrar a Blíbia em várias livrarias, uma delas é a Saraiva.

By |2019-05-07T20:43:13+00:00julho 10th, 2019|Livros Nerd|0 Comments

Resenha quadrinhos no cinema

Oi pessoal, hoje vou falar sobre o livro Quadrinhos no Cinema, recebemos esse livro da Editora Évora.

quadrinhos no cinema

Esse livro foi criado pelo pessoal do Pipoca e Nanquim, o Alexandre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes, de cara eu já falo sobre o visual do livro, é ótimo, é cheio de imagens coloridas (eu particularmente não gosto de livros que falem sobre quadrinhos sem imagens…), apesar do livro falar apenas dos 4 principais heróis que viraram filme em 2011:

Thor, Lanterna Verde, Capitão América e Conan, eu gostei muito do livro!

O livro é dividido em quatro capítulos, um para cada personagem. No livro você vai encontrar informações sobre os criadores dos personagens, cronologia, curiosidades, HQs imperdíveis, outros personagens, piores acontecimentos e muito mais. E no site da Editora Évora, você que tem o livro, se cadastra e o sistema faz uma pergunta sobre o livro, se você acertar você pode baixar conteúdo exclusivo em pdf, como por exemplo, tem a escolha da capa do livro, as melhores histórias dos X-Men, uma lista completa com as participações de Stan Lee em filmes e tv, com imagens e outras coisas mais. Voltando ao livro… Cada capítulo começa explicando sobre o seu personagem  e também sobre eles em outras mídias, games, publicações no Brasil, HQs imperdíveis, muitas curiosidades e além disso cada personagem tem:

  1. Em Thor, fala sobre os outros deuses nórdicos, Thor na mitologia e Stan Lee.
  2. No Lanterna Verde, fala sobre os guardiões do universo e a tropa dos lanternas verdes, os outros lanternas verdes, Gil Kane, a pior idéia da história, os piores lanternas verdes de todos os tempos.
  3. Em Capitão América, também fala sobre o escudo, a morte de Buck, música, os inimigos, os piores momentos da carreira do capitão.
  4. E Conan, fala sobre a Era Hiboriana, o criado Robert Ervin Howard, os verdadeiros cimérios, livros do Conan, animações e muito mais…

Algumas curiosidades que você encontra no livro:

  1. Assim como a Ponte do Arco-Íris liga a Terra a Asgard, existe uma passagem especial que liga o lar dos deuses nórdicos ao Olimpo, lar de Hércules e dos demais deuses gregos.
  2. Versão do juramento dos Lanternas Verdes pela Editora Ebal:
    No dia mais claro
    Na noite mais negra,
    Ninguém escapará a minha visão!
    Que aqueles que adoram o poder do mal
    Se acautelem contra o meu poder…
    A luz do Lanterna Verde.
  3. O sobrenome do herói (Steve Rogers) vem do termo “roger”, um jargão militar utilizado até hoje em comunicações do Exército norte-americano e que equivale a “câmbio”aqui no Brasil.
  4. A empresa de brinquedos Mattel produziria bonecos de Conan e demais personagens do filme, mas, após assistir ao resultado, os executivos decidiram que não seria interessante associar a marca da empresa a um produto com tanta violência, nudez e brutalidade. Portanto, o moldo dos bonecos que já estava pronto foi utilizado na criação de um personagem original. Nasceu, então, a linha de brinquedos He-Man, que deu origem ao desenho animado.

Segue algumas imagens internas do livro:

Autor: Alexandre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes
Número de páginas: 240
ISBN: 978-85-63993-18-2
Onde Comprar: Editora Évora

Sinopse: Você sabia que Thor já derrotou o próprio Galactus? Sabia que o visual dos Guardiões do Universo foi baseado no primeiro ministro de Israel, David Ben-Gurion? Que o Capitão América teve um filme indiano pirata no qual enfrenta um Homem-Aranha do mal? E que Conan teve uma HQ não autorizada, publicada no Brasil com o nome de Hartan? Além do cinema e HQs, esses super-heróis também fazem sucesso nos livros, nas animações, nos games e RPGs. E sua história não é recente: eles surgiram há 50, 60, 70 anos ou mais.Você encontrará tudo o que quiser saber sobre eles neste livro ricamente ilustrado: vilões, publicações no Brasil e no exterior, biografia dos criadores, melhores histórias, aparições em outras mídias e centenas de curiosidades. Prepare-se para uma viagem fantástica ao emocionante Universo dos Super-heróis!

By |2019-05-07T20:27:15+00:00junho 23rd, 2019|Livros Nerd|0 Comments

Filosofando com os Super-Heróis – Pra você que sofre…

Pra você que sofre por ter uma mãe, um pai, marido, esposa, ou seja lá quem for que não deixa você comprar quadrinhos, actions e todo o resto desse universo… esse livro é pra você!

Ou pra você educador que quer levar seus alunos por um caminho bom, que eles gostem de super-heróis e não de crepúsculo outras coisas mais que o mundo apresenta… esse livro também é pra você!

Já vou explicar o motivo…

Esse livro é nacional, lançado em 2011, do autor Gelson Weschenfelder, ele é Graduado em Filosofia, Mestrando em Educação e colunistas de revistas e jornais.

Gelson é um defensor da causa, quadrinhos são bons para uma vida feliz e ponto.

Dica: Compre esse livro e dê para a pessoa que atrapalha as suas compras ou compre esse livro pra você mesmo e pratique os argumentos do Gelson.

O autor quer mostrar nesse livro que os Quadrinhos não são apenas para divertimento e sim que eles tem uma mensagem em cada personagem, alguns que ele analisa no livro como Homem-AranhaMulher MaravilhaSupermanBatman e X-Men, ele nos mostra personagens que enfrentam muitas questões que muitas pessoas podem se identificar, como preconceitoéticamoralcrimecastigoemoçõesdestinojustiça e etc…

Os heróis estimulam no leitor/espectador virtudes, como a coragem de enfrentar desafios, de vencer os medos, de proteger os mais fracos, de defender ideais e de combater o inaceitável.

Segundo o pensamento aristotélico, o confronto entre o bem e o mal, não induziria o leitor à violência, mas sim ensinaria que é possível resolver conflitos com dignidade moral!!!!

Batman:

Decidido a combater as injustiças, portanto, o órfão Bruce Wayne viaja pelo mundo, buscando recursos para combater a injustiça e atemorizando aqueles que semeiam o medo.

X- Men:

Para os X-Men , o segredo para a convivência pacífica entre os mutantes e os seres humanos é o exercício da tolerância. Ideia que os X-Men defendem e pela qual lutam.

Super-Homem:

E aí está a chave de suas atitudes  heróicas. O desejo básico de pertencer, de fazer parte, é um dos aspectos fundamentais da natureza humana. A necessidade de se ligar aos outros, de conviver, parece ser vital para o bem-estar humano. Mesmo sendo um extraterrestre, Kal-El (super-homem) sente a necessidade básica de convívio e comunicação.

O Super-Homem, que jurou lutar pela liberdade e pela justiça para proteger o mundo que o aceitou e o adotou, quer ser o exemplo de inspiração para estas mudanças: “Não cabe a mim ditar a política para a humanidade. Mas, se eu combater a fome em escala global, talvez eu inspire outros a fazer o mesmo.”

Homem-Aranha:

Peter Parker tem em sua família o exemplo de uma educação para a virtude e, adquirindo seus superpoderes como Homem-Aranha, colocou em prática (principalmente após a morte trágica de seu tio Ben), tudo que já aprendera. Talvez seja precisamente isso que tornou este Super-Herói tão popular, pois ele passou pelas necessidades e privações que muitos jovens enfrentam em seu dia a dia, desde problemas financeiros, às questões morais. Ele aprendeu muito cedo que, “seja qual for o conflito que tivermos dentro de nós, sempre temos uma escolha, pois são as nossas escolhas que fazem de nós o que somos e sempre podemos escolher aquilo que é certo”.

Mulher-Maravilha:

É no início da década de 1940 que a primeira personagem super-heroína das HQ’s nasce, a Mulher-Maravilha, criada pelo psicólogo, ativista dos direitos humanos e do movimento feminista naquele período, William Moulton Marston (1893 – 1947).
A Mulher-Maravilha é criada como contrapartida ao Super-Homem. É uma versão feminina desse super-herói. Décadas mais tarde, foi adotada até mesmo pelos movimentos feministas.

Então é isso, para os educadores é uma boa forma para saber como colocar os super-heróis dentro da sala de aula.

E para os oprimidos é uma ótima opção de presente!

E pra você que não é oprimido, você tem muita sorte, nem educador, você também pode ler esse livro!

Os super-heróis, em termos de ações virtuosas e em defesa do bem e da justiça social, são bons modelos a seguir e a praticar, assim como o filósofo grego Aristóteles pretendia que os seres humanos fizessem.

: Mediação
Autor: Gelson Weschenfelder
Número de páginas: 48
Tamanho: 28 x 21
ISBN: 9788577060566
Onde Comprar: Nerd Head (R$ 24,00)

Sinopse:

Apesar do imaginário popular, as histórias em quadrinhos não servem apenas ao divertimento do leitor. Neste livro, o escritor convida crianças, jovens e adultos a filosofar com os super-heróis e super-heróinas, refletindo sobre questões referentes à ética, à moral, ao gênero, aos direitos humanos, à formação da cidadania, entre outros temas abordados de forma convidativa e original por parte do autor.

By |2019-05-07T20:18:44+00:00junho 12th, 2019|Livros Nerd|0 Comments

6 curiosidades sobre o superman

1. Superman foi criado na década de 30 por Jerry Siegel e Joe Schuster, ele era um vilão careca, com desejos de dominar o mundo e com o poder de controlar a mente das pessoas. Mas a história não foi popular e o personagem foi repensado mais tarde como um super-herói.

curiosidades sobre o superman

2. Os poderes originais do Superman incluiam supervelocidade, superforça e superpulo. A partir dos anos 40 ele adquiriu mais força e capacidade de voar.

3. Em 12 de fevereiro de 1940 a história do Superman chegou ao rádio, aí surgiram a kriptonita, o planeta diário, os personagens Jimmy, Perry e o inspetor Henderson. Em 1940 também foi criado o inimigo do Superman, Lex Luthor, com cabelo ruivo antes de ficar careca.

4. Existem vários tipos diferentes de kriptonitas, ela é formada de fragmentos radioativos de Krypton, o planeta natal do Superman. Algumas delas são:

Kriptonit VERDE – o Superman perde seus poderes, causa dor e pode levá-lo a morte.
Kryptonita VERMELHA – Causa efeito no comportamento do Superman, ele tem alucinações e acaba virando um vilão.
Kryptonita AZUL – Letal para Bizarro, mas cura efeitos de outras kryptonitas em Superman (menos da dourada).
Kryptonita DOURADA – tira permanente os poderes do Superman.

5. O único vilão que conseguiu derrotar Superman foi o Apocalypse, em 1992, momento em que as vendas das hqs do Superman estavam em queda, a história foi criada para atrair o público novamente.

6. Henry Cavil é o nono ator a interpretar o Superman.

By |2019-04-26T02:27:10+00:00maio 31st, 2019|Livros Nerd|0 Comments

Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas? – Philip K. Dick

O Livro

Androides Sonham Com

Recentemente eu li o 2001, do qual eu fiz a resenha, e a experiência de ler o livro e ver o filme não poderia ser melhor. É muito bom ler livros que deram origem a filmes consagrados. E agora chegou as minhas mãos o clássico Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas? que é o livro que deu origem ao mais que consagrado Blade Runner, e novamente uma ótima experiencia se repete.

O livro vai nos levar a Terra em uma época futura, devastada pela guerra, coberta por uma poeira radiotava que matou praticamente todos os animais e grande parte da humanidade. A grande esperança reside em deixar o planeta e viver em uma das colônias espaciais. Para incentivar a migração para as colônias, o governo da um androide para cada imigrante, afim de facilitar a sua vida fora da Terra.

Com um cenário de fundo muito bom, a história conta a crise moral de Rick Deckard um caçador de recompensas que caça androides que fugiram das colônias. Mas a história conta muito mais que isso, ela tenta mostrar os limites que nos diferencia como humanos, o quanto aquilo que acreditamos pode estar incorreto, e o valor que damos as coisas.

O livro foi uma leitura rápida, fácil e muito agradável. Ver o filme após a conclusão do livro é muito esclarecedor e faz você ver as duas obras de um modo diferente. Com certeza é leitura obrigatória para qualquer fã de ficção cientifica.

O livro foi lançado pela editora Aleph, tem 272 páginas e você encontra ele na Saraiva por R$ 31,90.

Sinopse

O LIVRO QUE ORIGINOU O FILME BLADE RUNNER.

Rick Deckard é um caçador de recompensas. Ao contrário da maioria da população que sobreviveu à guerra atômica, não emigrou para as colônias interplanetárias após a devastação da Terra, permanecendo numa San Francisco decadente, coberta pela poeira radioativa que dizimou inúmeras espécies de animais e plantas.

Na tentativa de trazer algum alento e sentido à sua existência, Deckard busca melhorar seu padrão de vida até que finalmente consiga substituir sua ovelha de estimação elétrica por um animal verdadeiro; um sonho de consumo que vai além de sua condição financeira.
Um novo trabalho parece ser o ponto de virada para Rick: perseguir seis androides fugitivos e aposentá-los. Mas suas convicções podem mudar quando percebe que a linha que separa o real do fabricado não é mais tão nítida como ele acreditava.

Em Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?, Philip K. Dick cria uma atmosfera sombria e perturbadora para contar uma história impressionante, e, claro, abordar questões filosóficas profundas sobre a natureza da vida, da religião, da tecnologia e da própria condição humana.

O Filme Blade Runner, o Caçador de Andróide

Blade Runner, o Caçador de Andróides é um filme de ficção científica de 1982 dirigido por Ridley Scott e estrelado por Harrison Ford. O roteiro, escrito por Hampton Fancher e David Peoples, é baseado no romance Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas?.

 Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas?   Philip K. Dick
By |2019-03-31T20:24:24+00:00abril 3rd, 2019|Livros Nerd|0 Comments