Ilustradoras redesenham heroínas da cultura geek sem apelar para atributos fisícos.

Movies
08 mar 2015

Durante muito tempo a industria de produtos geek buscou atender sua demanda focando em produzir seu conteúdo para o público masculino. Não seria nenhuma novidade dizer aqui que os grandes nomes da história das HQs eram representados por homens, não é mesmo? Óbvio que não estou dizendo que heroínas tiveram papéis irrelevantes, muito pelo contrário, fomos presenteados por diversos personagens protagonizadas por mulheres geniais e de personalidade forte, porém todas elas destacavam-se também por seus atributos fisícos invejavéis e uniformes justíssimos. Convenhamos, quem realmente consegue salvar o mundo usando um top cobrindo apenas parte dos seios?

Essa questão do sexismo dentro da cultura geek foi questionada a algumas ilustradoras do site Muddy Colors.

E se vocês recebessem o trabalho de redesenhar essas personagens nos dias de hoje?
Quais os pontos fortes que destacariam?
Que tipo de uniforme elas usariam para se proteger e que também as ajude a combater o mal?

Veja abaixo algumas ilustrações e comentários feitos por essas artistas:

 

Chun Li (Street Fighter), redesenhada por Iole Marie Rabor.

Chun Li têm pernas incríveis e chutes altos, toda vez que a vejo sinto que parece ser desconfortável lutar usando um fio dental, então eu misturei calções de boxe junto com seu Cheongsam chinês.

Emma Frost (X-Men), redesenhada por Vlada Monakhova.

Pirava muito na da Escola de Mutantes. Acho Emma sedutora e inteligente. Se fosse redesenhar seus quadrinhos faria algum uniforme que a protegesse mas que não a deixasse perder seu ar de mulher poderosa.

emma

Fran (Final Fantasy 12), redesenhada por Ashley Hankins.

A única coisa que sempre me incomodou na Fran eram seus pés quase descobertos, revestidos apenas por tiras frágeis. Fran poderia pelo menos, usar alguma bota de salto alto que realmente serviriam para proteger seus pés, uma vez que a perda de um dedo do pé arrancado em batalha é algo facilmente evitável!

Fran

Gamora (Guardiões da Galaxia), redesenhada por Rebecca Flaum.

Gamora é uma artista marcial suprema, eu apenas a redesenharia colocando alguma roupa confortável e adequada para tais atividades.

gamora

Lady Death (Chaos Comics), redesenhada por Heather Hudson.

A Suécia Medieval  é um lugar extremamente frio para usar um biquíni de látex.

lady

Dizzy (Guilty Gear), redesenhada por Priscilla Kim.

Eu não estava particularmente preocupada com a praticidade ou realismo (afinal de contas estamos falando é Guilty Gear), mas eu queria fazer algo melhor para a personagem, como uma arma doce e ingênua para usar na guerra, muito melhor do que um biquíni bondage que só cobre o mamilo.

llp2dhnqzfo8exfttbsu

Nariko (Heavenly Sword), redesenhada por Angela R. Sasser.

A determinação e atitude de Nariko foi prejudicada por seu projeto sexualizado e impraticável em Heavenly Sword. Quis modificar seu olhar para refletir a verdadeira guerreira que ela tem por dentro, também a presenteei com roupas de guerra mais confortáveis.

nariko

Phoenix (X-Men), redesenhado por Marisa Erven.

Eu estava animada para modificar sua roupa para algo diferente dessa típica roupa ultra-apertada. Optei por uma roupa mais refinada, digna e poderosa, com um toque estilo medieval.

phonix

Power Girl (DC Comics), redesenhada  por Tora Stark.

Eis aqui uma mulher de proporções formidáveis, por esse motivo quis lhe dar algo que a proteja. Imagino que não há nada mais constrangedor do que ferir seu rosto com o seu próprio peito enquanto luta contra o crime.

power girl

Red Sonja (Marvel Comics),  redesenhada por Melissa Gay.

Não há nenhuma razão de se viver num lugar frio e utilizar biquini. Ao redesenha-la voltei para suas raízes na década de 1930 e utilizei elementos persa e e iranianos para contruir sua nova armaduras e arma.

red

Taarna o Tarakkian (Heavy Metal), redesenhada por  Melissa Gay.

Este personagem significa muito para mim. Os Tarakkians são guerreiros que lutam para salvar o universo da corrupção. Heróis esses que inspiram homens e mulheres de como as coisas realmente deveriam ser. Acho que Taarda merece algo melhor que uma tanga de batalha.

Taarna

Ranger Drow (Dota 2), redesenhada por Katy Grierson.

Porque não há nada na antiga armadura que proteja seus órgãos vitais.

yq1ocrjuwvtuaokq7etq


Olhando pra trás realmente dá pra observar o quanto as mulheres conquistam dentro da cultura geek, né?

Recentemente tivemos o prazer de sermos representadas pela Super-heróina Thor, reencarnada agora por uma mulher nos quadrinhos da Marvel.  <3

Thor-issue-5-from-Marvel011
thor2.0

Homem-Absorvente: “Thor? Você está de brincadeira? Eu tenho que te chamar de Thor? Essas malditas feministas estão arruinando tudo. Você quer ser uma super-herói menina? Beleza. Quem se importa? Mas faça sua própria identidade. Thor é um cara. Um dos últimos caras viris que ainda existem. O que você fez? O mandou para um treinamento de sensibilidade para que ele pare de chamar as terráqueas de ‘prostitutas’?

thor3.0

Thor: “Desejas tocar no martelo? Fique à vontade”.

(O martelo faz movimentos de rotação no corpo do vilão, que não consegue se mexer)

Homem-Absorvente: “O quê?! O que deu nessa coisa louca? Não é assim que deveria funcionar! Que tipo de Thor é você?!”

thor4.0

Thor: “O tipo que acabou de quebrar seu maxilar. Essa é por dizer ‘feministas’ como se fosse bosta, seu verme. E também, você sabe, pelo roubo”.


 Óbvio que tudo isso é o início de uma nova era, mas temos muito o que comemorar sim. Mais um ano de conquistas e de novas lutas lideradas por  mulheres, humanas, reais e muito heroínas!

Feliz dia da mulher!

Share

Vanessa MacFlores

Administradora da NerdHead, maratonista...netflix, apaixonada por marketing digital, tecnologia e batom escuro. Mãe de dois gatículos lindos, chamados Quentin e Tarantino. <3 <3